O caminho para montar o primeiro consultório geralmente passa por alguns anos de aprendizado em outras clínicas/consultórios odontológicos, crescimento do próprio nome e estudos sobre gestão.

É um desafio a se transpor, mas é o caminho mais comum para o crescimento profissional do Dentista.

Importante observar algumas dicas antes de pensar em montar o consultório:

1 – Localização: analise como é a região, comércio próximo, estacionamento, concorrentes, faça um levantamento do poder aquisitivo dos moradores para decidir se atuará como clínico geral ou se o local comporta alguma especialidade ou estética. O SEBRAE disponibiliza estudos que podem auxiliar nesse quesito.

2 – Planejamento financeiro para compra de equipamentos.

Os equipamentos básicos são:

  • Cadeira odontológica;
  • Bomba a vácuo;
  • Autoclave;
  • Seladora;
  • Fotopolimerizador;
  • Compressor;
  • Kit alta e baixa rotação;
  • Raio X + Colete de Chumbo;
  • Câmara Escura;
  • Negatoscópio.

Estes equipamentos são apenas o básico para o início do consultório. Há ainda os gastos com móveis planejados e outras peças fundamentais que aumentam significativamente o valor total (sofá, escrivaninha, computador, impressora, ar-condicionado, pias, torneiras, encanamento – parte hidráulica e até com objetos de decoração etc.), além de todos os materiais de consumo.

Como legalizar o novo consultório odontológico

  1. Ir à prefeitura de sua cidade para fazer o registro de autônomo, mediante pagamento de taxa, são necessários à apresentação do R.G, CPF, IPTU do local onde funcionará o consultório;
  2. Fazer a inscrição no INSS, para ter o número que será utilizado para pagamento mensal;
  3. Alvará de Funcionamento da Vigilância Sanitária Municipal;
  4. Alvará de Funcionamento emitido pelo Corpo de Bombeiros;
  5. Inscrição em uma empresa coletora de resíduos;
  6. Laudo radiométrico, caso fizer uso de aparelho de Raios X.

É sempre importante consultar o Conselho Regional de Odontologia da sua cidade para mais detalhes específicos de sua região.

Busque um escritório de contabilidade de sua confiança e peça dicas aos colegas que já montaram o seu próprio consultório.